Blog

1 maio 2018

Mercado de trabalho da Pedagogia: mais de 15 campos de atuação em ascensão

A profissão de Pedagogia vem se transformando rapidamente e ampliando cada vez mais seu campo de atuação no mercado de trabalho.

 

E como hoje é o DIA DO TRABALHO, queremos te perguntar:

Você sabia que um pedagogo pode trabalhar em hospitais ou empresas, por exemplo?

 

Descubra como tem se expandido o mercado de trabalho e as melhores oportunidades para os apaixonados pelo ensino e aprendizagem!

 

MERCADO DE TRABALHO DA PEDAGOGIA

 

Ainda estão nos ambientes escolares as maiores oportunidades no mercado de trabalho para pedagogo. Há vagas para dar aulas na educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental e para a administração escolar. Existe, inclusive, especialmente no interior ou em áreas de maior vulnerabilidade social, uma boa oferta na rede pública.

 

Mas faz algum tempo que a Pedagogia vem se expandindo e diversificando suas áreas de atuação. Fora dos ambientes escolares, os pedagogos têm sido bastante procurados por empresas de médio e grande porte. Pois estes estão sempre em busca de profissionais com boas habilidades de comunicação e conhecimento do comportamento humano no mercado de trabalho.

 

Não é por acaso que quem se forma em Pedagogia encontra oportunidades em locais pouco usuais, como hospitais, por exemplo.

 

No vídeo a seguir, trataremos das áreas de atuação da Pedagogia, mercado de trabalho e oportunidades para o profissional da Educação no Brasil.

 

 

Veja então, no geral, onde os formados em Pedagogia podem atuar:

 

1 – GESTÃO ESCOLAR

 

O pedagogo é o profissional que atua em diversas instâncias da prática educativa no mercado de trabalho. Por isso, possui um conhecimento amplo sobre as distintas necessidades de uma instituição de ensino.

 

Assim, buscando planejar e cumprir o projeto político-pedagógico da escola, ele deverá lidar com os aspectos curriculares, estruturais, financeiros e com a gestão dos recursos humanos.

 

Contudo, o gestor escolar também tem de se atentar de forma coordenada, à avaliação dos resultados obtidos pela instituição de ensino em suas diversas frente. São elas: qualidade da merenda, conhecimento obtido pelos alunos, aquisição de tecnologias de aprendizagem, satisfação dos docentes e participação familiar.

 

2 – PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO E EDITORAS

 

Foi-se o tempo em que o material didático era um compilado de conteúdos em livros e apostilas. Eram recomendados pelos docentes e decorados pelos estudantes.

 

Atualmente, com o avanço tecnológicos dos processos e metodologias de ensino, esses materiais estão cada vez mais interativos e dinâmicos. Nesse ponto, a figura do pedagogo se torna fundamental.

 

Afinal, ele é o profissional mais indicado para assessorar a produção desse tipo de material no mercado de trabalho. Material este que prioriza práticas pedagógicas capazes de gerar interesse dos alunos e autonomia na construção do conhecimento.

 

Desse modo, o pedagogo promove testes, realiza entrevistas individuais e em grupo para avaliar a qualidade e eficiência daqueles materiais. Acaba por propor, posteriormente, correções e melhorias nas estratégias e tecnologias educativas.

 

Nas editoras, o pedagogo tem mais de uma oportunidade de atuação no mercado de trabalho. Ele pode analisar os materiais desenvolvidos, avaliá-los e propor alterações para melhorar sua qualidade. Ou também, pode treinar os professores que utilizam esses livros e apostilas.

 

Outras editoras mantêm serviços de apoio ao professor e elaboram conteúdos complementares, também desenvolvidos por educadores. São planos de aula, recursos multimídia e sugestões para facilitar o cotidiano do professor, potencializar a aprendizagem e promover a adesão ao uso do material.

 

3 – CURSOS À DISTÂNCIA

 

Outra área que vem crescendo de forma substancial e há algum tempo em nosso país é da Educação a Distância (EAD). Ela já é, atualmente, a modalidade de ensino que mais avança no Brasil, segundo dados do Ministério da Educação.

 

A expansão territorial do ensino permitida pela EAD, traz consequências positivas também para os formados em Pedagogia.

 

Nessa área, os pedagogos podem atuar como gestores ou tutores. Ou também na produção dos materiais didáticos autossuficientes e ainda assessorar a confecção dos currículos e planos de ensino.

 

Além das questões pedagógicas clássicas, como o saber-fazer do professor, o pedagogo na EAD ainda possui funções importantes. Estão relacionadas ao design de sistemas e instrucional e à construção de ferramentas que possibilitem a integração de diferentes alunos.

 

4 – PEDAGOGIA EMPRESARIAL

 

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, as empresas têm que se destacar para atrair os melhores profissionais. É fruto dessa preocupação a chamada Pedagogia Empresarial. Ramo foi criado para dar suporte ao treinamento e ao desenvolvimento de pessoal, delimitando e demonstrando os objetivos daquela organização.

 

Entre os outros objetivos da Pedagogia empresarial está o suporte à promoção de mudanças no comportamento dos colaboradores da organização. Isso é importante para garantir que adquiram conhecimentos fundamentais para o dia a dia de trabalho e para o desenvolvimento pessoal.

 

Para isso, o pedagogo atua na reconstrução de conceitos básicos como a criatividade, o empreendedorismo e o trabalho em equipe. Ele também elabora programas de treinamento e projetos educacionais e culturais.

 

Além de provocar mudanças no comportamento de um time, como mencionamos, essas práticas mantém os seus membros motivados. Dessa forma, eles produzem mais e geram resultados cada vez melhores para as empresas.

 

CERTIFICADO DE 40 A 280 HORAS

Cursos rápidos com foco no dia-a-dia da escola.

Para profissionais, estudantes e interessados na Educação Infantil.

QUERO SABER MAIS VERDE ÊNFASE EDUCACIONAL

 

 

5 – PSICOPEDAGOGIA

 

A Psicopedagogia trabalha na interseção entre os campos de conhecimento do psicólogo e do pedagogo. Nesse sentido, o papel do profissional é analisar os diversos fatores que favorecem ou prejudicam uma boa aprendizagem.

 

A partir desse diagnóstico, ele propõe métodos que devem ser aplicados para desenvolver novas estratégias de ensino. Estratégias com base nas necessidades reais de cada instituição ou indivíduo.

 

As ferramentas envolvem análise de planos de ensino ou diagnóstico clínico de problemas de aprendizagem baseado em entrevistas e dinâmicas. Por isso, o pedagogo nessa área pode trabalhar em instituições de educação, hospitais e empresas públicas ou privadas.

 

6 – PEDAGOGIA SOCIAL

 

Com a complexificação da sociedade, surgiram inúmeros problemas sociais ligados à disputa pela terra, pela saúde e pela educação.

 

Portanto, é cada vez mais necessária a atuação de um profissional para mediar conflitos e propor soluções para vivência conjunta. O pedagogo social, nesse sentido, surge como uma figura proeminente no mercado de trabalho.

 

Nesse contexto, o pedagogo pode atuar em entidades governamentais e não governamentais (ONGs) dedicadas à resolução de problemas sociais diferentes. Exemplo: violação dos direitos humanos, defesa dos direitos da criança, reformas agrárias, moradias mais dignas e outras questões de grande importância.

 

Assim, ele pode atuar na promoção de questões de interesse da sociedade como um todo. E também pode focar na assistência de grupos em situação de risco ou de carência.

 

7 – CONSULTORIAS E ASSESSORIAS EM OUTRAS ÁREAS

 

A sociedade contemporânea é caracterizada também pela difusão de saberes em rede, que traz desafios e possibilidades para os pedagogos no mercado de trabalho.

 

Atualmente, a chamada cultura do “faça você mesmo” estimula indivíduos a buscar conhecimentos em lugares não convencionais.

 

Não por acaso, podemos perceber a expansão para variados cursos, como culinária, estética, redação, costura, web design e vários outros. O pedagogo surge como importante profissional para assessorar práticas e metodologias de ensino, garantindo a eficácia na aquisição desses conhecimentos.

 

O profissional de Pedagogia pode atuar com consultoria no desenvolvimento de cursos, seja no planejamento, estruturação ou implementação.

 

Além disso, pode atuar também na Orientação Vocacional que tem por objetivo, ajudar e orientar estudantes quanto à escolha profissional.

 

8 – EDUCAÇÃO ESPECIAL

 

O pedagogo que opta por cursar uma especialização no campo da Educação Especial, torna-se apto a desenvolver e aplicar ações pedagógicas que integrem estudantes com necessidades especiais.

 

Enquadram-se nessa categoria, segundo a LDBE, alunos com deficiência física, sensorial, mental ou múltipla, superdotados ou com altas habilidades.

 

9 – ENSINO EM GERAL

 

Dentro do ambiente escolar seja ele público, privado ou filantrópico, o pedagogo pode atuar como:

  • Professor da Educação Infantil – vai atuar com crianças de 0 a 5 anos em creches, centros de educação infantil, escolas que ofertas este nível de ensino;
  • Professor regente dos anos iniciais do Ensino Fundamental – 1º ao 5º ano (vai ministrar todas as matérias – em algumas escolas conta com outros professores de licenciaturas);
  • Professor de cursos de Magistério – nível médio;
  • Professor de EJA – nível fundamental;
  • Professor de cursos de Pedagogia – nível superior;
  • Coordenador pedagógico (orientador, supervisor, pedagogo);
  • Diretor – Atuar na Gestão Escolar.

 

Abaixo você pode assistir no nosso canal do YouTube, a professora Erika Regiani, em um bate-papo superbacana. Ela fala sobre os desafios e possibilidades da profissão do Pedagogo no Brasil, na estreia do novo quadro Divã Pedagógico. Para isso, conta com a participação especial das convidadas Michelle Praxedes e Renata Araújo, professoras que atuam na área da Educação Infantil.

 

 

10 – ÓRGÃOS PÚBLICOS

 

O funcionamento das escolas em geral é regulamentado por órgãos governamentais. Neles, pedagogos ocupam a maior parte dos cargos técnicos. Fiscalizam a atuação das instituições, apontam melhorias e promovem a contratação e distribuição de professores em escolas públicas.

 

Outra função desses técnicos é responder às dúvidas das instituições de ensino quanto à elaboração de documentos e aplicação de leis. E também, atender os pais e julgar possíveis casos em que as escolas tenham cometido algum tipo de abuso.

Os funcionários desses órgãos são muitas vezes concursados. E exercem as atividades dos seus cargos em Secretarias de Educação e Diretorias de Ensino, entre outras.

 

 

11 – INSTITUIÇÕES DE SAÚDE – PEDAGOGIA HOSPITALAR

 

O pedagogo que atua nesse espaço colabora para o desenvolvimento e a qualidade de vida de crianças e adolescentes internados. Da mesma forma, ele pode desenvolver projetos educacionais e materiais didáticos para o ensino desse público que, naquele momento, apresenta necessidades especiais.

 

CURSOS COM CERTIFICADOS 

Formação continuada com foco na prática docente

Para profissionais, estudantes e interessados na Educação Infantil.

 

QUERO SABER MAIS VERDE ÊNFASE EDUCACIONAL

 

12 – INDÚSTRIAS DE BRINQUEDOS

 

Essa é uma possibilidade em que poucas pessoas pensam. No entanto, essas empresas contratam pedagogos para participar de pesquisas, prestar consultoria, analisar e produzir brinquedos. Mas também para classificá-los de acordo com a faixa etária.

 

13 – CULTURA – ESPAÇOS COMO BIBLIOTECAS, MUSEUS E BRINQUEDOTECAS

 

No âmbito cultural, o Pedagogo pode atuar orientando atividades educativas em estabelecimentos como: museus, bibliotecas, brinquedotecas, centros culturais e recreativos.

 

Muitos desses negócios ou instituições têm contratado pedagogos para atuar com seu público, com o objetivo de desenvolver projetos que tornem a visita mais divertida e atrativa. E também, de  promover o engajamento dos usuários nas atividades propostas e o gosto por essas opções culturais.

 

14 – MÍDIAS E TECNOLOGIA

 

O mundo midiático e o avanço tecnológico crescentes têm se tornado protagonistas permanentes na vida das novas gerações. Da mesma forma, socializam as crianças numa espécie de “escola simultânea” às escolas, desenvolvendo nelas novas habilidades por meio das suas múltiplas linguagens. Sendo assim, a educação tem se tornado alvo dos mais variados questionamentos quanto às suas estratégias pedagógicas de ensino. Tudo isso para atender a essa nova geração de crianças cibernéticas que chegam às escolas de Educação Infantil atualmente.

 

Os pedagogos nesse mercado, podem atuar orientando a criação de programas educacionais ou de softwares focados em jogos virtuais, por exemplo.

 

15 – ACADEMIA E PESQUISA CIENTÍFICA

 

O aluno do curso de Pedagogia pode ainda seguir no mundo acadêmico e trabalhar com pesquisa em educação. Da mesma forma, é essencial fomentar a pesquisa para desenvolver novos métodos de ensino e aprendizagem. Por consequência, contribuir com a evolução da Pedagogia enquanto ciência.

 

16 – BABÁS DE ALTO-PADRÃO

 

É crescente a exigência no mercado por babás capacitadas, que tenham cursos que comprovem sua formação. Também é crescente no mercado a contratação de babás de “luxo”, que sabem língua estrangeira, têm habilitação para dirigir, formação superior em Pedagogia ou específica em desenvolvimento infantil e os salários são altos. Sendo assim, um bom caminho seria se especializar nas áreas pedagogia, nutrição, psicologia, enfermagem ou até mesmo primeiros- socorros.

 

Como podemos observar no texto “O que o professor precisa saber sobre o berçário na Educação Infantil”, é de grande importância a atuação do pedagogo como agente formador dos outros profissionais que trabalham com ele no dia a dia, como babás e auxiliares de classe. Entretanto, muitos ainda acreditam que basta organizar o ambiente e assegurar cuidados essenciais, como banho, alimentação, segurança e sono.

 

Então, se eles não tiverem clareza de que atuar com esses pequenos não é só tomar conta deles, não será possível mudar essa concepção. Há uma grande intencionalidade educativa nas salas de berçário. Contudo, só um profissional que estudou por anos e participa de formação continuada pode assegurar este planejamento adequado.

 

17 – ESCOLAS DE IDIOMAS

 

Por mais completo que seja o domínio que um professor tem do idioma, isso não é suficiente para garantir o sucesso de um curso de línguas. Pois, para que o aluno aprenda é preciso usar a metodologia correta. Além disso, é preciso criar um programa de ensino de acordo com sua idade e nível de conhecimento.

 

Dessa forma, organizar o ensino, elaborar e aperfeiçoar o material didático e orientar os professores é o trabalho perfeito para o pedagogo. Uma vez que ele tem o conhecimento e a competência técnica para orientar os professores sobre a melhor forma de garantir que seus alunos saiam falando um novo idioma.

 

18 – ESCOLAS BILÍNGUES

 

A tendência é a médio prazo as escolas se tornarem bilíngues pois o mercado de trabalho mais e mais exige profissionais de qualquer área, fluentes em inglês. Sendo assim, as escolas estão gradativamente caminhando para isso e buscando professores que tenham domínio da língua.

 

Contudo, mesmo que não seja professor de inglês precisa conhecer o idioma mais a fundo. Consequentemente, em questões gramaticais e de língua culta, deverá conseguir conduzir sua aula neste idioma e se comunicar confortavelmente no inglês, assim como no português.

 

19 – ABRIR UMA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL

 

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, 43% da população economicamente ativa nas zonas urbanas é de mulheres. Essa ascensão no mercado de trabalho e a crescente preocupação com a importância e a qualidade da educação infantil, fazem com que o mercado de educação para crianças esteja em crescimento.

 

O interessado nesse ramo deve estar atento a legalização para a abertura de um estabelecimento de ensino. Entretanto, é preciso seguir à risca as regras estabelecidas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB 9394/96). Esta lei determina a fixação de uma proposta pedagógica fundamentada, visando uma criança cidadã. Por exemplo, o espaço físico deve ser projetado de acordo com esta proposta e deve possibilitar também a expressão física, artística e de lazer.

 

Embora nem sempre sejam lembradas, as oportunidades para a abertura de um novo negócio também são uma excelente opção para muitos profissionais de Pedagogia. Por exemplo, oferecer reforço escolar, criar ambientes culturais que possam ser utilizados para excursões pedagógicas e realizar projetos para aplicar em escolas como serviços terceirizados (apresentações teatrais educativas sobre determinado tema).

 

Contudo, existem outros critérios! Mas, este é assunto para uma próxima conversa.30

Conheça e opte conscientemente pela carreira de Pedagogia

 

Enfim…

 

Muitas são as possibilidades de atuação no mercado de trabalho da pedagogia. Cada vez mais se vem notando a necessidade de um profissional com essa formação em diferentes segmentos.

 

E você tinha a ideia de que, escolhendo essa carreira, poderia optar por essa diversidade de ocupações?

 

Concluindo, esperamos que esse texto tenha despertado em você, que se identifica com a profissão, uma pontinha de curiosidade para, posteriormente, poder vir a estudar mais e mais e se especializar. E quem sabe, em algumas dessas áreas citadas, ser um profissional diferenciado nesse amplo e promissor mercado de trabalho!

 

Você quer saber se capacitar para aprimorar sua prática docente na Educação Infantil e ainda receber certificados válidos em todo Brasil?

CLICA AQUI  e confere os materiais preparados especialmente para o Projeto Descomplica Professor.

 Ou então, quer conhecer a lista dos nossos cursos que visam capacitar profissionais da Educação Infantil? Acesse AQUI e fique por dentro!

 

Olha a opinião de quem conhece

 

 

CERTIFICADO DE 40 A 280 HORAS

Cursos rápidos com foco no dia-a-dia da escola.

Para profissionais, estudantes e interessados na Educação Infantil.

QUERO SABER MAIS VERDE ÊNFASE EDUCACIONAL

 

 

ACOMPANHE-NOS NAS REDES SOCIAIS

Fale pelo WhatsApp com o Ênfase Educacional Contato no site com o Ênfase Educacional Facebook Ênfase Educacional
You Tube Ênfase Educacional Instagram Ênfase Educacional Twitter Ênfase Educacional

 

Conhece nosso Canal no YouTube?

Vem com a gente! Já somos mais de 50 mil professores por lá!

Temos semanalmente vídeos novos para profissionais da Educação Infantil. Para se inscrever gratuitamente e ficar por dentro dos assuntos mais discutidos na área, acesse o link.

 

 

Um abraço e até o próximo post!

 

 

Posts Populares