Blog

11 abril 2016

O Autismo que Ninguém Entende

Na foto de 10 anos atrás, Zuleika Aparecida Claro Piassa e Ronaldo Piassa, aparecem abraçados com o seu filho mais velho, o jovem com Síndrome de Asperger ( uma das vertentes do Autismo), Vitor José Caper Piassa. Hoje, com 20 anos de idade, nós o apresentaremos para vocês, nossos leitores, em 01 de abril.

 

Nas últimas semanas, a Equipe do Ênfase Educacional conversou sobre Autismo com vários amigos, colegas de trabalho e familiares, para verificarmos se sabem o que é Autismo e Síndrome de Asperger. Nossas conversas demonstraram que a maioria não sabe ou tem uma mínima noção baseada no senso comum. Na prática, identificamos que as pessoas, em geral, não fazem ideia de como é ser Autista.

 

Mas afinal, o que é AUTISMO e SÍNDROME DE ASPERGER

 

 

 

Para entendermos um pouco mais sobre este assunto, retomamos à história do Vitor sob a ótica e a experiência de sua mãe.  Em uma conversa com a professora Erika Regiani, Coordenadora Pedagógica do Ênfase EducacionalZuleka Piassa que, além de mãe do Vitor, é professora, Mestre e Doutoranda em Educação, explicou que realmente as pessoas, em geral, pouco sabem deste assunto, mesmo aquelas que atuam com a Educação. Ela nos esclareceu que a Síndrome de Asperger é um transtorno neurobiológico enquadrado dentro da categoria de Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) que foi considerada, por muitos anos, uma condição distinta, porém próxima e bastante relacionada ao Autismo.

 

Em maio de 2013, no entanto, foi lançada a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V), que trouxe algumas mudanças importantes e entre elas está os novos diagnósticos e alterações de nomes de doenças e condições que já existiam. A Síndrome de Asperger, assim como o Autismo, foi incorporada a um novo termo médico e englobador, chamado de Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

 

Fonte: Teatdah Brasil

 

 

Com essa nova definição, a síndrome passa a ser considerada, portanto, uma forma mais branda de Autismo. Dessa forma, os pacientes são diagnosticados apenas em graus de comprometimento, ficando o diagnóstico fica mais completo. O Transtorno do Espectro Autista é definido pela presença de “Déficits persistentes na comunicação social e na interação social em múltiplos contextos, atualmente ou por história prévia”, de acordo com o DSM-V.

 

A experiência da educadora e mãe Zuleika Piassa, permitiu que ela apontasse as principais características da Síndrome de Asperger, relacionando com história de vida e comportamentos apresentados pelo seu filho Vitor.

 

Vejamos:

 

– Problemas com a comunicação

“O Vitor fala muito bem, de forma fluente, no entanto, independe se a outra pessoa está interessada”;

 

– São literais

“O Vitor não consegue perceber algumas piadas ou frases metafóricas, precisamos explicar os significados de tudo para ele”;

 

– Aprendem fatos muito bem, mas apresentam dificuldade em pensar de forma abstrata

“O Vitor teve problemas de aprendizagem na escola por esse motivo, principalmente em disciplinas que exigiam esta habilidade, o que, muitas vezes ocasionou que ele fosse considerado desinteressado e indisciplinado”;

 

– Possuem interesses específicos, às vezes de forma obsessiva

“O Vitor adora livros e é apaixonado por jogos de computadores, se não colocarmos limites, ele faz só isso, o tempo todo”;

 

 

– Manifestam gosto exagerado pela rotina

“O Vitor se despediu dos convidados no meio de uma de suas festas de aniversário e saiu simplesmente porque deu 23 horas que, na rotina, é a hora dele dormir”;

 

– Fazem movimentos e/ou barulhos repetitivos

“O Vitor exprime um som parecido com um gemido alto, várias vezes e repetidamente como que para organizar seus pensamentos”;

 

– Evidenciam dificuldade em compreender a comunicação não verbal

“O Vitor não consegue, por exemplo, identificar o significado de expressões faciais, precisamos ser claros verbalmente com ele”;

 

– Possuem dificuldade com relacionamentos sociais e afetivos

“O Vitor, apesar de ter as dificuldades comuns de relacionamento que os autistas apresentam, é muito amoroso com toda a família, principalmente com a bisavó dele, comigo e com o irmão caçula”.

 

 

Vitor Jo´se Caper Piassa e seus e Irmãos

 

Irmãos do Vitor: Pedro e Marcela
Fonte: Arquivo da Família

 

 

Para entendermos um pouco mais, de O que é o Autismo e Como é ser Autista”, apresentamos aos nossos leitores dois simpáticos garotinhos: o Otávio Cunha, de 4 anos, que é irmão do Ítalo Cunha, um pequeno autista de 7 anos. O Otávio e o Ítalo, tentam de um modo divertido, conscientizar as pessoas e desmistificar todo preconceito e não aceitação que envolve o Autismo!

 

Vocês podem acompanhar as divertidas e informativas aventuras que estes dois vivem juntos pelo canais Otávio Show no You TubeFacebook e Twitter.

 

 

O que é o Autismo?
Fonte: Otávio Show

 

 

 

Como é ser Autista?
Fonte: Otávio Show

 

Indicamos aos interessados por mais informações sobre o Autismo, que visitem o Portal Autismo e Realidade,  que objetiva melhorar a capacidade de adaptação e qualidade de vida das pessoas com autismo e seus familiares, e disponibiliza capacitações, artigos, vídeos, filmes, livros, notícias, e ainda, importantes ferramentas de apoio tanto para auxiliar no diagnóstico, quanto para as atividades da vida diária: familiar, social e escolar. Confira!

 

 

Profa. Ms. Erika Regiani e Equipe Ênfase Educacional

Posts Populares