Blog

17 outubro 2017

Na Prática: Como trabalhar a Atividade Dominante na Educação Infantil

As atividades principais da criança

 

A partir das pesquisas feitas por Alexei N. Leontiev, um dos colaboradores mais próximos do teórico Vygotsky, discutiremos sobre sua Teoria das Atividades para pensar a respeito das práticas que deveriam ser feitas com os alunos na fase pré-escolar.

 

Nesta fase, as crianças estão iniciando seu desenvolvimento e é dever do professor proporcionar ações que medeiem este processo, por isto é importante o docente observar seus alunos para compreender quais práticas favorecerão a ligação infante-mundo ao longo do seu curso de aprendizado.

 

 

Os estudos da abordagem histórico-cultural de Leontiev, na qual dão continuidade aos pensamentos de Lev Vygotsky, mostram a forma como o sujeito (no caso a criança) atua no mundo, sendo suas ações guiadas por instintos e princípios planejados intencionalmente ao longo da vida.

 

Desta forma, o ser humano transita das leis biológicas/naturais para as leis sócio históricas, em que o exterior irá interferir no modo de agir do sujeito. Porém, para isto acontecer ele precisa se apropriar das objetivações históricas (bens materiais e culturais) a fim de ser considerado, de fato, um ser humano.

 

Neste contexto, os professores têm o papel de apresentar o mundo social às crianças na primeira infância, para deixa-las cientes de suas capacidades humanas. Levando isto em consideração, os educadores precisam descobrir e entender em qual nível de desenvolvimento o aluno está antes de propor qualquer atividade, pois assim ele saberá por onde deverá começar seu trabalho no ensino-aprendizagem com a criança.

 

 

AVALIAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL É UM PROBLEMA PARA VOCÊ?

CLIQUE AQUI e garanta AGORA MESMO a sua vaga em nosso curso de AVALIAÇÃO INFANTIL, 100% online que você pode cursar DE ACORDO COM A SUA DISPONIBILIDADE e na comodidade da sua casa!

 

A Educação Infantil tem a função de fornecer instrumentos para pensar em intervenções que tenham o objetivo de mediar a formação do indivíduo, em vista disso entendemos que a “criança ao nascer é imersa no mundo dos adultos e estes buscam por meio de constante interação, incorporá-las a sua cultura e as significações socialmente construídas” (COUTINHO; et al, 2013).

 

Pelo fato dele, o infante, não compreender os significados, nomes e funções de certas ações e objetos sociais, os adultos – principalmente os professores enquanto eles estiverem na escola – precisam dar às crianças a base que precisam para compreender o mundo exterior.

 

Os alunos da pré-escola estão repletos de informações do ambiente em que vivem, estes conhecimentos prévios os ajudam a entender as propostas em sala de aula e os educadores precisam estar atentos a eles para formar novas percepções, pois é “através da ação mediadora do adulto que se inicia a formação de processos mentais complexos” (COUTINHO; et al, 2013). Isto entra no assunto do artigo de Como promover Experiências Educativas na Educação Infantil, então se quiser saber mais a respeito deem uma olhada nele.

 

[…] é no decorrer das situações vivenciadas no dia-a-dia que se dará a mudança no papel ocupado pela criança no interior das relações humanas e consequentemente seu desenvolvimento” (COUTINHO; et al, 2013).

 

Mediante esta a afirmação, entramos no conceito da Teoria das Atividades desenvolvida por Leontiev, onde o sujeito irá interagir com o mundo de forma prática e desta forma seu desenvolvimento irá ocorrer. A criança atua de forma ativa no processo de aprendizado, transformando sua realidade à medida que compreende o ambiente sócio histórico que está inserido.

 

VOCÊ ENCONTRA MUITOS DESAFIOS NA HORA DE AVALIAR SEUS ALUNOS?

CLIQUE AQUI e garanta AGORA MESMO o e-book Desafios de Avaliar na Educação Infantil, 100% GRATUITO com dicas para te ajudar na Avaliação de crianças pequenas!

 

ASSIMILE: A atividade prática é o elo entre a criança e o mundo.

 

Coutinho; et al (2013) utiliza o pensamento de Pasqualini (2006), a respeito da importância das ações práticas em salas de aula, pois é “através da atividade que o ser humano estabelece um contato ativo com o mundo exterior”. Em decorrência disso, entendemos que para a criança compreender o contexto na qual está inserida é necessário os adultos próximos dela apresentarem exercícios que a faça interagir e entender aquilo em volta de si.

 

Só é possível compreender o desenvolvimento a partir do conceito de ATIVIDADE, por ele concebido. A atividade compreende-se como uma ligação prática do sujeito com o mundo, o ser humano por meio da atividade passa a ter um contato ativo com o mundo exterior.

 

Esta atividade não é qualquer uma que o individuo execute com mais frequência, mas aquela que norteará as principais mudanças psíquicas no desenvolvimento da criança, sendo denominada de ATIVIDADE PRINCIPAL OU DOMINANTE.

 

A atividade dominante é aquela responsável pela formação e reorganização dos processos psíquicos centrais de um dado período do desenvolvimento. Isso significa que em cada período do desenvolvimento uma atividade diferente guia o desenvolvimento Psíquico (PASQUALINI e EIDT, 2016, p.103).

 

Para fazer o aluno descobrir o mundo exterior e se apoderar das objetivações históricas, os professores precisam encontrar as atividades dominantes da criança no período que está em contato com ela. Porém, antes de identifica-la, é necessário compreender que por atividade estamos nos referindo àquela na qual irá nortear as principais mudanças psíquicas no desenvolvimento da criança, esta ação precisa ter um significado maior e estar atrelada ao aprendizado do infante.

 

VOCÊ SENTE DIFICULDADE NA CONSTRUÇÃO DO SEU TCC?

CLIQUE AQUI e garanta AGORA MESMO uma aula GRATUITA, podendo ser presencial ou por vídeoconferência DE ACORDO COM A SUA DISPONIBILIDADE!

 

Desta forma entramos nos conceitos elaborados por Leontiev, em que ele apresenta três atividades dominantes que toda criança passa quando inicia os primeiros anos do Ensino Básico, ou seja, a Educação Infantil. São eles:

 

1 – Comunicação Emocional Direta: Em princípio o professor irá mostrar o mundo social para a criança enquanto cria um vínculo afetivo com ela, é necessário estar sempre conversando com o aluno mantendo os olhos encarando os dele, da mesma maneira que, ao cantarolar, precisa estar olhando para seu rosto à medida que transmite os conceitos desejados.

 

É no interior da atividade de comunicação emocional direta com o adulto que surgem as ações sensório-motoras, com a formação do movimento de preensão e do ato de agarrar” (MARA; MAGALHÃES, 2015).

 

2 – Atividade Objetal Manipulatória: Ela surge após o desenvolvimento da comunicação e das propriedades sensório-motoras (MARA; MAGALHÃES, 2015), a partir deste momento a criança entra na fase de descoberta do mundo, por isso o vínculo com o adulto/professor deixa de ser a atividade dominante exclusiva, pois agora o aluno começa a explorar o ambiente visando o conhecimento do nome do objeto, sua função e aquilo que pode fazer com ele. Neste momento, o educador vai apresentar brinquedos, peças ou qualquer outra coisa palpável e visível para inserir a criança no mundo.

A criança torna-se cada vez mais independente ao aprender a atuar com os objetos e ao assimilar o idioma como meio de comunicação com as pessoas (ANJOS – Dissertação de Mestrado).

 

3 – Jogo de papéis: É a partir deste ponto que a criança começa a brincar de “faz de conta” para interagir com o mundo por meio das relações sociais e humanas. O ato de imitar como os adultos se portam fazem-na compreender conceitos e atitudes do mundo exterior.

 

A assimilação da realidade ocorre através da realização de atividades com os objetos que compõem o mundo humano, neste movimento ocorrem aprendizagens porque a criança internaliza os conteúdos culturais presentes nos objetos (SILVA, 2012).

 

 

Conhecer as atividades dominantes da criança para poder organizar o trabalho educativo focando naquilo que está atraindo a atenção dela é o trabalho dos professores na Educação Infantil, pois assim viabiliza o processo de desenvolvimento de seus alunos da melhor forma possível. O trabalho do professor é dar este “Up!” para as crianças a fim de aumentar a qualidade de ensino-aprendizagem.

 

ACOMPANHE-NOS NAS REDES SOCIAIS

FACEBOOK        YOUTUBE
TWITTER

 

 

Escrito por: Bruna Lisboa, 11 de outubro de 2017.

Colaboração de: Profa. Ms. Michelle M. P. Silva e Profa. Ms. Erika Regiani.

 

Referências

ANJOS, Ricardo Eleutério dos. A periodização do desenvolvimento psicológico na infância: Contribuições da psicologia histórico-cultural para a educação escolar. Disponível em: <https://goo.gl/UAC83N> Acesso em: 02/10/2017.

COUTINHO; et al. O conceito de atividade principal na obra de Leontiev. Disponível em: <https://goo.gl/DVMbh3> Acesso em: 02/10/2017.

MARA, Nadia; MAGALHÃES, Cassiana. A primeira infância e a atividade objetal manipulátoria. Disponível em: <https://goo.gl/J4K6JT> Acesso em: 02/10/2017.
PASQUALINI, Juliana
.  EIDT, N. M. .Periodização do desenvolvimento infantil e ações educativas. Proposta pedagógica para a Educação Infantil do Sistema Municipal de Ensino de Bauru/SP. 1ed. Bauru: 2016, v. 1, p. 101-148.

SILVA, Jorge Luiz da. Perspectivas em Psicologia: O brincar como atividade e suas contribuições à educação infantil. Disponível em: <https://goo.gl/YqJbqm> Acesso em: 02/10/2017.

 

 

 

 

 

 

 



Posts Populares